quinta-feira, 9 de junho de 2011

Reportagem: Portugal no Top




Grupo_6_2011

Euro amado pelos mais novos, odiado pelos mais velhos


“Viver num continente em que quase todos os seus países partilham a mesma moeda é o ideal!”
– João Nunes, 21 anos


Os jovens portugueses mostram-se menos críticos em relação ao euro do que os mais idosos.Quem o diz é o inquérito feito É o que se pode concluir do que dizem pessoas de três gerações. que vivenciaram a entrada de Portugal na União Europeia, ou que mais tarde vieram a sentir.
Continue a ler aqui

Entrevista a João Vasques (Sociólogo)

Entrada de Portugal na CEE
“foi a maior lufada de ar fresco
que o povo poderia ter levado”

João Vasques, doutorado em sociologia, explica os valores e reacções que da população portuguesa sentiu e seguiu aquando da entrada de Portugal na União Europeia (UE), e como estas se traduzem no seu dia-a-dia. Para João Vasques, a entrada na UE acabou com tem um saldo positivo, já que, acabou por conseguir tirar o país Portugal da grave crise em que este se encontrava depois de acabada a guerra do Ultramar, guerra esta que consumiu grande parte dos recursos financeiros do país.

Continue a ler aqui

terça-feira, 7 de junho de 2011

" Com o euro tudo subiu"

As auto-estradas são vistas como o principal beneficio na adesão de Portugal ao euro. A subida dos preços é identificada como a grande desvantagem. Perspectivas de duas famílias com rendimentos muito diferentes. Quem é mais próspero tem tendência a valorizar as vantagens. Quem é mais modesto sentiu os preços a subir.

Continue a ler aqui

Entrevista

“Todos os produtos sofreram com o aumento dos preços” afirma economista sobre a adesão de Portugal a UE


Precisamos de mudanças rígidas e de altas proporções: esta é a convicção do economista José Zaluar de 66 anos. O professor da Universidade Lusófona de Lisboa também ressalta as mudanças na qualidade de vida como um dos principais benefícios da adesão de Portugal a União Europeia. José Zaluar acredita que Portugal pode melhorar se prestar mais atenção no Atlântico.


Continue a ler a entrevista aqui






"Portugal tem muitos mendigos"

O que será que na realidade Portugal significa para os seus parceiros europeus? Como é que o país é visto pelos estrangeiros? Qual a real importância de Portugal internacionalmente? Temos alguns testemunhos de turistas que por um motivo ou outro visitaram Portugal. Vêm muita pobreza mas não conhecem os contornos da crise.


Continue a ler aqui


Vídeo sobre as relações de Portugal com os parceiros europeus.

Viagens paralelas pela Europa

Passaporte e dinheiro no bolso e preparado para ser revistado. Era assim nos anos 80 do século XX quando se queria sair de Portugal para outro país europeu.

Victor Filipe, Bernardo Miguez e Maria Silva viajaram em épocas diferentes. Victor Filipe, nos anos 80, enfrentou dificuldades que Bernardo Miguez e Maria Silva não encontram nos dias de hoje.

Leia aqui as histórias paralelas de Victor Filipe, Bernardo Miguez e Maria Silva.

Uma liberdade que corre o risco a ser condicionada

Passar fronteira, um pesadelo do passado


Alfredo Mendes, contrabandista, confessa que "hoje com shengen, é impossível". As histórias de um pescador, de um comandante da marinha e um camionista que revisitam os anos 80 em que Portugal ainda não beneficiava do acordo de Shengen.

Leia aqui as histórias de quem conhece as vantagens da livre circulação e como hoje esse espaço está ameaçado.

Reportagem

Como era viajar nos anos 80 e agora

O Regresso da moda da CEE

Portugal aderiu à Comunidade Económica Europeia em 1986.
Leia aqui a reportagem e a entrevista a um alfaiate Lisboeta de 90 anos. Veja também as diferenças na moda.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Crise é troika, rating e FMI

A crise do euro, um dos temas mais actuais e mais importantes do país, passa ao lado da maioria dos jovens. Sabem que ela existe, sentem-se afectados por ela mas, poucos a conseguem definir. Para alguns deles a crise é sinónimo de troika, rating e FMI.

Leia aqui.

Europa seduz africanos, euro nem por isso


video

Europa seduz africanos, euro nem por isso

"Vinte contos, era muito dinheiro pá! Era mesmo muito dinheiro. Vivia-se, mil vezes melhor!" recorda Timóteo Candubo. A opinião do angolano é comum a alguns imigrantes oriundos dos países de língua oficial portuguesa.
Leia aqui a reportagem.



Sair ou não do euro, eis a questão

Portugal tem de se manter no euro. A crise seria muito pior sem a moeda única. Opiniões partilhadas por pessoas de várias idades que falaram com a Europa na Lusófona.

O economista Francisco Garcia dos Santos, em entevista, admite que Portugal corre o risco de ter de sair da moeda única se "não mudar de vida".
Leia tudo aqui.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Euro ou escudo?

Carmelita Cunha, 63 anos, aposentada, Ana Madeira, 22, estudante, Joana Castilho designer de 22 anos e Manuel Martins na pré-reforma aos 59. Todos respondem à questão: Euro ou escudo? Testemunhos diferentes numa abordagem à crise actual.


video

O historiador Cláudio Torres em entrevista considera que "já esteve mais longe" o regresso do escudo. Mas, se isso vier a acontecer, a classe média será a que mais vai sofrer. Leia aqui.

A crise do euro no olhar do futuro

Apoiar as pequenas e médias empresas, incentivar o investimento na produção nacional e apostar nas exportações. É a receita de dois estudantes de economia para tirar Portugal da crise que pode ser lida aqui.
Uma crise que se vive no euro há mais de um ano.
Eis os acontecimento mais marcantes do Colapso Financeiro dos GIP